Fotografia de vida selvagem (wildlife photographer)

Arquivo por Autor

Cachoeira do Bicame Lapinha da Serra – Santana do Riacho – MG

Cachoeira do Bicame. Lapinha da Serra - Santana do Riacho - MG

Cachoeira do Bicame Lapinha da Serra – Santana do Riacho – MG

Anúncios

Imagem

Garça-moura (Ardea cocoi) Parque Nacional da Lagoa do Peixe – RS.

Garça-moura (Ardea cocoi)


Galeria

Você sabia que no dia 05 de outubro é comemorado o “Dia da Ave”?


Fêmea de Pica-pau-de-cabeça-amarela (Celeus flavescens) fazendo um ninho no meu jardim.


Hoje é Dia da Árvore.

O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro, véspera da Primavera e tem como objetivo principal a promover a importância da preservação das árvores e das florestas, incentivando a proteção do meio ambiente e estimular a reflexão sobre as consequências do desmatamento e da poluição.
 
Nesses tempos tão sombrios, onde correm tanto perigo, é importante lembrarmos do quanto precisamos delas.

 

Valença

A floração dos ipês anuncia a primavera no Brasil. Cada árvore fica florida durante uma semana, aproximadamente. Então as flores caem, dando um colorido especial ao chão.


Galeria

O nome já diz tudo: Gavião Belo (Busarellus nigricollis) – Black-collared Hawk


Onça-pintada (Panthera onca)

Para conseguir fazer essa foto, percorri cerca de 2.220 Km, dirigindo por dois dias e meio. Saindo de Teresópolis, Rio de Janeiro, passando os estados de SP, MS e GO até chegar em Porto Jofre, no estado de Mato Grosso, para finalmente conseguir fotografar a Onça-pintada, o maior felino das Américas e o terceiro maior do mundo, depois dos tigres e dos leões.
Infelizmente a Onça-pintada (Panthera onca), também chamada de Jaguar é um dos animais que está na lista dos mais ameaçados de extinção.

Poconé 2018

Onça-pintada (Panthera onca)


Ipê florindo emConceição de Ibitipoca, MG.

Conceição de Ibitipoca - MG

Conceição de Ibitipoca – MG


Cachoeira do Tigre Preto Cambará do Sul, RS.

Cachoeira do Tigre Preto - Cambará do Sul, RS.

Cachoeira do Tigre Preto – Cambará do Sul, RS.


Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla)

Esse é o famoso “abraço do Tamanduá”. Posição em que o animal ao sentir-se em perigo, se apoia sobre as patas traseiras e abre as patas dianteiras, como um abraço, mostrando suas garras poderosas em uma tentativa de intimidar o inimigo.

Pantanal 2019Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla)

Tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla)