Fotografia de vida selvagem (wildlife photographer)

Posts com tag “preservar

Estação Ecológica do Taim, RS.

Estação Ecológica do Taim, RS.

A Estação Ecológica do Taim (ESEC Taim) é uma das mais principais estações ecológicas do Rio Grande do Sul e um dos principais ecossistemas do Brasil. Está localizada no sul do estado gaúcho, compreendendo parte dos municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, entre a Lagoa Mirim e o Oceano Atlântico, próximo do Arroio Chuí, na fronteira do Uruguai.

Um dos principais motivos que levaram à criação da Estação Ecológica do Taim em 1986, foi o fato de esta área ser um dos locais por onde passam várias espécies de animais migratórios vindos da Patagônia.

A simples utilização da estação como área de descanso, de crescimento ou nidificação torna-a ainda mais importante pois para as espécies migratórias a destruição de uma área na rota de migração pode colocá-las em risco de extinção.
A imagem pode conter: atividades ao ar livre e água

 

Anúncios

Corujas

Símbolo da sabedoria e da inteligência, mas também do mistério e do misticismo, as corujas são algumas das mais fascinantes e misteriosas aves de rapina que existem no mundo e também pelo misticismo.

São animais carnívoros. Estão na sua dieta estão roedores, mamíferos de pequeno ou médio porte, insetos noturnos e outros pássaros, incluindo até, outras corujas menores.

Existem mais de 150 espécies de corujas no mundo. No Brasil temos 22 espécies de corujas, sendo algumas muito pequenas, como o caburé-miudinho, que pesa cerca de 60 gr, até as maiores, como o jacurutu com mais de 1 kg.

Essas são algumas das corujas que tive o prazer de fotografar.

 


Pantanal 2018

Muita gente me pergunta porque sempre vou ao pantanal e a minha resposta é sempre a mesma: porque tenho certeza que renderá boas fotos.


Galeria

Os Pica-paus. Da família Picidae, no Brasil encontramos 51 espécies desta família. Aqui algumas espécies que tive oportunidade de fotografar.


Galeria

A família Ramphastidae.


Hoje, 12 de novembro, é o dia do Pantanal!

Localizado no coração da América do Sul, esse imenso reservatório de água doce, é fonte de vida para diversas espécies animais e vegetais, atuando como um gigantesco berçário para todas elas.

Minha pequena contribuição a esse bioma tão castigado pela ação humana.

 


Galeria

Quiriquiri (Falco sparverius) – American Kestrel


Arara-Vermelha (Ara chloropterus) – Red-and-green Macaw

A arara-vermelha, também chamada arara-verde, araracanga, aracanga, arara-macau, ararapiranga e macau. A sua alimentação é baseada em sementes, frutas e coquinhos.

Distribuição: Amazônia brasileira e em rios costeiros margeados por florestas no Leste do País, chegando originalmente até o Espírito Santo, Rio de Janeiro e interior do Paraná. Encontrada também do Panamá ao Paraguai e Argentina.

A arara-vermelha-grande mede de 73 a 95 centímetros de comprimento e pesa até 1,5 quilo. Monogâmica, quando forma um casal, esta união é para sempre.

 


Galeria

Flamingo-chileno (Phoenicopterus chilensis) – Chilean Flamingo Parque Nacional da Lagoa do Peixe, RS.


Galeria

Gavião Belo (Busarellus nigricollis) – Black-collared Hawk