Fotografia de vida selvagem (wildlife photographer)

Posts com tag “MG

5 de outubro – Dia Nacional da Ave.

Você sabia que no dia 05 de outubro é comemorado o “Dia da Ave”? Uma pequena homenagem a esses seres tão coloridos e que alegram nossos dias.

 

Anúncios

11 de setembro é o dia nacional do Cerrado.

Localizado no coração do Brasil, ligando três países da América do Sul, são encontrados no Cerrado mais de cinco mil espécies brasileiras, como o Lobo-Guará, o Tamanduá-Bandeira e a Onça-Pintada. Chamado de “o berço das águas”, por abrigar as nascentes de importantes bacias hidrográficas da América do Sul: Platina, Amazônica e São Francisco e por isso, funcionando como um elo entre quatro dos cinco biomas brasileiros.

Em homenagem a esse bioma brasileiro, que é um dos mais devastados do país, metade do Cerrado já foi destruído, algumas fotos que fiz nas várias vezes que por estive por lá.

 


Aves de rapina

As ‘aves de rapina’ ou ‘rapinantes’ são aves carnívoras que compartilham determinadas adaptações para a caça ativa, como o bico curvo e afiado, garras fortes, voo poderoso, além de uma excelente visão e audição. Com esses atributos, as aves de rapina são ágeis e eficientes na captura de suas presas.
O grupo é formado pelas ordens Accipitriformes (águias e gaviões), Falconiformes (falcões e caracarás), Cathartiformes (urubus e condores) e Strigiformes (corujas).
Fonte: http://www.avesderapinabrasil.com/caracteristicas_gerais.htm

 


Galeria

Aiuruoca, MG – Janeiro de 2017


Solstício

O cãozinho da foto é o Solstício. Seu nome vem de Solstício de Verão, que é um fenômeno da astronomia que marca o início do Verão. É o instante em que determinado hemisfério da Terra (hoje, o hemisfério sul), está inclinado cerca de 23,5º na direção do Sol, fazendo com que esse hemisfério receba mais raios solares. No solstício de Verão ocorre o dia mais longo do ano e, consequentemente, a noite mais curta, em termos de iluminação por parte dos raios Sol.

O Solstício, foi um amiguinho que fiz quando estive a primeira vez na Lapinha da Serra. Ele me acompanhou em praticamente todos os lugares que fotografei. Em homenagem aos Solstícios – o cãozinho e o de Verão, algumas fotos que fiz na Lapinha da Serra, que está localizada na região da Serra do Cipó e que faz parte da área de proteção do Parque Nacional da Serra do Cipó.


Arara-Vermelha (Ara chloropterus) – Red-and-green Macaw

A arara-vermelha, também chamada arara-verde, araracanga, aracanga, arara-macau, ararapiranga e macau. A sua alimentação é baseada em sementes, frutas e coquinhos.

Distribuição: Amazônia brasileira e em rios costeiros margeados por florestas no Leste do País, chegando originalmente até o Espírito Santo, Rio de Janeiro e interior do Paraná. Encontrada também do Panamá ao Paraguai e Argentina.

A arara-vermelha-grande mede de 73 a 95 centímetros de comprimento e pesa até 1,5 quilo. Monogâmica, quando forma um casal, esta união é para sempre.

 


As belezas das serras, das cachoeiras, da fauna e do povo das Minas Gerais.


Galeria

Black and White